Quinta-feira, 24 de Julho de 2008

"Chegar num tapete voador"

Adoro chocolate, preto e amargo, talvez por isso ache ainda mais piada a um filme com esse nome, já com alguns anos.

Para além dos papeis consagrados e excelentes desempanhos dos protagonistas, o choque de culturas, entre quem chega de viagem e o imobilismo de quem sempre viveu da mesma maneira, reflecte perfeitamente, porque tanta inveja há, de quem ousa ser diferente e desafia o que sempre foi regra. Engraçado, o aproveitar da vontade de quem, gosta mas não assume e por isso tem que destruir. O papel do aventureiro que chega e conquista, associado á nobre arte de saltimbanco, viajante num barco, que serve de cabana flutante onde a paixão acontece, substitui neste argumento o já gasto cavaleiro junto a torre onde mora a princesa. Neste casol, o papel é de uma moura encantada, que se move consuante o vento do deserto e que domina a arte ancestral de trabalhar o chocolate.

Mais encantado fico, ao ver também, o tratamento que é dado à forma como as relações podem ser violentas entre casais. A oportunidade que surge, ao desbravar novos horizontes, a ajuda que é dada, quando toda a sustentabilidade de um projecto é abandonado pelo mentor do mesmo. Melhor dizendo, ao colocar sementes, ou germinam e dão frutos ou foi um trabalho inglório por não ter continuidade.

Essa é a magia, dos legados culturais que se podem deixar a quem gosta de sonhar e desafiar o impossivel, sobre um aventureiro que teima em não chegar, desta vez, num tapete voador, bebendo chá de menta e pinhões, fumando chixa em cachimbo de água, reencostado em almofadas de penas, bordadas com arabescos, refrescado pelo leque manejado por um núbio, sempre na presença da lamparina e do génio, que mesmo quando não queremos nos concede os desejos.

Encantar e ser encantado são imaginários de uma mesma realidade, que se chama amor.

Já o chocolate preto e amargo é mesmo paixão e desejo.

publicado por Manuel da Fonseca às 18:18
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De chocolate preto a 28 de Abril de 2009 às 10:48
E se alguém te dissesse que adora o chocolate branco, por um simples razão: É mais doce no mundo... O que tu dirias?!
De Manuel da Fonseca a 16 de Maio de 2009 às 18:32
Sendo a base de todo o chocolate, o cacau, o sabor é fruto do gosto apurado dos criadores de boas sensações gustativas.
Por isso, continuo a preferir o chocolate, preto e amargo, 100% cacau ;-))
Manuel da Fonseca

Comentar post

.Curiosidades

.pesquisar

 

.Setembro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Novidades Fresquinhas

. Entendimento na verdade d...

. Pensado no passado...

. Descansar o Espirito

. Amante dos Nossos Filhos

. Lembrei-me de ti

. Pensar "Sem Maldade"

. Quanto custa a Liberdade?

. Formas de prazer

. Caminho de Pedras

. Não desperdiçar o que a v...

.arquivos

. Setembro 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

.tags

. todas as tags

.favorito

. Submarino Azul, "Porque S...

.Escreva

. participe neste blog

blogs SAPO

.subscrever feeds